Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

Segundo o Código de Ética Médica, através da Resolução do Conselho Federal de Medicina nº 1931, de 17 de Setembro de 2009, o médico poderá

  • A.

    assinar laudos periciais, auditoriais ou de verificação médico-legal, mesmo que não tenha realizado pessoalmente o exame, mas tenha delegado a função para profissional médico de sua confiança.

  • B.

    renunciar ao atendimento no caso de ocorrência de fatos que prejudiquem a boa relação médico paciente ou o pleno desempenho profissional, desde que comunique previamente ao paciente ou seu representante legal, repassando as informações ao médico que lhe suceder.

  • C.

    ser assistente técnico em perícias judiciais de empresa em que atue ou tenha atuado.

  • D.

    utilizar formulários de instituições públicas para prescrever ou atestar fatos verificados em clínica privada, desde que seja funcionário de instituição pública.

  • E.

    negar-se a realização de junta médica ou segunda opinião solicitada pelo paciente ou por seu representante legal.