Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

Uma paciente de sessenta e oito anos de idade, com hipertensão arterial havia vários anos, compareceu ao ambulatório para consulta de rotina, sem apresentar queixas. Ela relatou uso irregular de hidroclorotiazida. Ao exame físico, apresentou-se normocorada, com extremidades quentes, frequência cardíaca de 106 bpm, pressão arterial de 142 mmHg × 78 mmHg, turgência jugular a 30º, ausculta pulmonar normal, ictus cordis propulsivo no 6.º EICE linha axilar anterior, ritmo cardíaco em galope (terceira bulha) e sem sopros. Adicionalmente, notou-se refluxo hepatojugular e edema perimaleolar bilateral. Os exames complementares revelaram concentração de sódio = 140 mEq/L; potássio = 5,6 mEq/L; creatinina = 3,1 mg/dL; hemoglobina = 10,2 g/dL e hematócrito = 30%. Os demais exames bioquímicos e a função tireoidiana estavam normais. O ecocardiograma revelou fração de ejeção de 36%.

Com base no caso clínico acima apresentado, assinale a opção que corresponde ao medicamento indicado para aumentar a sobrevida da paciente.

  • A.

    espironolactona

  • B.

    digoxina

  • C.

    carvedilol

  • D.

    captopril

  • E.

    furosemida