Medicina Especialidade Medicina do Trabalho

A classificação das crises epilépticas e das epilepsias é de fundamental importância, pois implicará na conduta adequada e em seu tratamento. Os tipos corretos de crises epilépticas são:
  • A. focais ou parciais, criptogênicas, generalizadas, idiopáticas e sintomáticas.
  • B. com ou sem perda de consciência, simples e complexas, livres, criptogênicas e motoras.
  • C. generalizadas, idiopáticas, livres, simples e complexas e tônicas.
  • D. focais ou parciais, sintomáticas, paramétricas, complexas com ou sem perda de consciência.
  • E. interictais, tônicas, clônicas, atônicas, retráteis e generalizadas.