Medicina Especialidade Nefrologia

Um homem de 60 anos apresenta quadro de insuficiência renal crônica e está em hemodiálise por cateter de duplo-lume na veia jugular interna direita, enquanto aguarda a confecção de fístula. Após 2 semanas, inicia febre persistente, calafrios esporádicos, dores no corpo, taquipnéia. Está mais pálido e surgiu um sopro cardíaco que não havia antes. O espaço de Traube parece ocupado. PA 90 x 60mmHg e FC 122bpm, FR 36irpm. Os exames mostraram: HT 24%, leucócitos 21.500, bastões 16%, VHS 110mm, glicose 108mg%, uréia 156mg e creatinina 11,2mg%. A situação mais provável é:

  • A.

    O quadro clínico sugere uma pneumonia aguda em um paciente imunossuprimido; deve-se tratá-lo com penicilina parenteral e manter sua diálise normalmente.

  • B.

    O quadro clínico é de bacteremia isolada; deve-se apenas retirar o cateter duplo-lume e observar a evolução clinica.

  • C.

    O diagnóstico é de infecção relacionada ao cateter; deve-se apenas trocá-lo por outro no mesmo sítio para manter a diálise.

  • D.

    O paciente tem infecção ativa; deve-se retirar o cateter e confeccionar uma fístula arterio-venosa imediatamente para mantê-lo em diálise.

  • E.

    O diagnóstico sugere endocardite aguda; deve-se colher hemoculturas, fazer um ecocardiograma, retirar o cateter e iniciar vancomicina e aminoglicosídeo.