Medicina Especialidade Cirurgias Neurocirurgia

Frequentemente chegam às emergências pediátricas crianças acompanhadas de seus responsáveis, queixando-se de dor abdominal (sem diarreia) apresentando, ou não, febre. De forma geral, solicita-se avaliação por imagem do abdômen e tórax, assim como exames laboratoriais. Acerca desse assunto, assinale a opção correta.

  • A.

    Seriografias gastrintestinais superiores utilizando bário ou contraste hidrossolúvel não são contraindicadas na grande maioria dos casos de suspeita de obstrução intestinal no lactente e na criança maior.

  • B.

    A ultrassonografia do abdômen tem indicações específicas na avaliação do trato gastrintestinal pediátrico. Apesar disso, é pouco sensível no diagnóstico da intussuscepção intestinal.

  • C.

    Em quadro clínico de suspeita de obstrução intestinal no lactente e na criança maior, a radiografia simples de abdômen, ântero-posterior e com o doente deitado e em pé, é de grande valor para a confirmação e complementação dos achados clínicos. Mostra distensão gasosa de alças intestinais, níveis líquidos e ausência de ar nos segmentos distais à obstrução.

  • D.

    Em quadro clínico de suspeita de obstrução intestinal no lactente e na criança maior, quanto maior o número de alças dilatadas, mais específico é o diagnóstico.

  • E.

    Em quadro clínico de suspeita de obstrução intestinal no lactente e na criança maior, a eventual expulsão por meio de vômitos pode acarretar desidratação e hipovolemia. Quanto mais alta a obstrução, menos acentuada serão as alterações metabólicas.