Medicina Especialidade Cirurgias Neurocirurgia

Atualmente, o transplante de órgãos não é mais considerado um procedimento experimental, mas sim uma intervenção cirúrgica amplamente aceita e recomendada para tratamento de disfunções degenerativas e progressivas de órgãos vitais de crianças e adultos, por proporcionar aumento na sobrevida desses pacientes e melhor qualidade de vida. Considerando as informações apresentadas, é correto afirmar que

  • A.

    o uso de terapia específica para o vírus Epstein-Barr (EBV) fez com que as taxas de infecção diminuíssem nas crianças EBVnegativas no pré-transplante e que recebem um fígado adulto EBV-positivo.

  • B.

    uma abordagem mais recente é o desenvolvimento de esquemas de imunossupressão com novos esteroides, os quais reduzem hipertensão, baixa estatura e efeitos colaterais estéticos.

  • C.

    aloenxerto (homo enxerto) é aquele entre membros da mesma espécie, com semelhança genética. Os aloenxertos podem ser rejeitados, por uma reação imune mediada por células ou humoral do receptor contra os antígenos de transplante (histocompatibilidade) presentes nas membranas das células do doador.

  • D.

    a atresia biliar (AB) é a enfermidade hepática grave mais frequente na infância sendo atualmente a responsável pela maior parte dos transplantes hepáticos em criança.

  • E.

    o citomegalovírus apresenta uma morbidade baixa, juntamente com sua mortalidade, devido ao uso de antivirais como ganciclovir ou valganciclovir.