Medicina Especialidade Neurologia

APG, sexo masculino, 25 anos, deu entrada num serviço de urgência com história de ter acordado com dor lancinante na região periorbitária D cerca de 1 hora após o início de seu sono. Relatava episódios prévios semelhantes ocorridos nos últimos dias. Ao exame físico, encontrava-se inquieto, com fáscies de dor, comprimindo com a mão a região onde referia a dor. Observavam-se ainda lacrimejamento ipsilateral, congestão ocular, congestão nasal e ptose palpebral.

A respeito do caso acima, é correto afirmar, EXCETO:

  • A.

    A ptose palpebral observada no paciente pode se tornar permanente após repetidos ataques.

  • B.

    No tipo descrito de cefaléia, as dores são unilaterais, recorrentes e atingem geralmente a mesma órbita.

  • C.

    O álcool provoca ataques em cerca de 70% dos pacientes, mas só raramente os alimentos ou fatores emocionais os desencadeiam.

  • D.

    As principais drogas utilizadas na profilaxia desse tipo de cefaléia são prednisona, lítio, metisergida, ergotamina e verapamil. Atualmente, a principal droga utilizada no tratamento da crise é a indometacina.