Medicina Especialidade Neurologia

Texto para as questões 35 e 36

 

Uma senhora de 55 anos de idade, viúva, diabética e hipertensa, deu entrada no pronto-socorro após ter desmaiado em sua casa. O seu neto de 9 anos de idade informou que viu a avó cair da própria altura enquanto ela ia se contorcendo, tendo, depois, se debatido no chão e não acordado mais. Ao exame inicial, a paciente apresentava-se não-responsiva aos comandos verbais, movimentava os membros esquerdos, mas só retirava os membros direitos aos estímulos dolorosos (sem postura patológica). Foi verificada anisocoria sutil, com a pupila esquerda maior que a direita. A família referiu ao clínico geral que a paciente estava cada vez mais confusa nas últimas semanas, e atribuiu tal fato aos descuidos da paciente com o diabetes.

 

 

Considere que a paciente referida no texto, ao se encontrar estável, tenha sido submetida a uma ressonância nuclear magnética com contraste, cujo resultado é mostrado na figura acima. Diante do quadro clínico em tela, assinale a opção acerca da conduta mais adequada em relação a essa paciente.

  • A.

    Diurético osmótico e(ou) corticóides deve ser administrado somente após a instalação do cateter para monitoração da pressão intracraniana.

  • B.

    Ácido valpróico deve ser ministrado via sonda nasoenteral para se evitar retorno das crises epilépticas e, pelo risco de reação alérgica do tipo Stevens-Jonhson, deve-se suspender a fenitoína venosa.

  • C.

    A avaliação oncológica deve preceder a neurológica.

  • D.

    A prescrição de corticosteróide e ou diuréticos osmóticos endovenosos não devem ser postergados para depois da avaliação da neurocirurgia.

  • E.

    A punção lombar deve ser realizada imediatamente para se afastar a possibilidade de abscesso cerebral.