Medicina Especialidade Neurologia

Uma mulher de 33 anos de idade, com crises de cefaléia não-responsivas a dipirona, procura um ambulatório de clínica geral e relata ao médico que tem tido nas últimas semanas visões de "bolas de fogo e raios". O esposo que a acompanha relata que, na semana anterior, ela "virou os olhos e a cabeça, e ficou tremendo a hemiface e braço direitos". Nos exames laboratoriais ficou evidenciada glicemia, em jejum, de 420 mg/dL.

Assinale a opção que apresenta a hipótese diagnóstica mais provável e a conduta mais adequada a ser adotada imediatamente no caso hipotético acima.

  • A.

    retinopatia diabética — solicitar parecer da oftalmologia.

  • B.

    enxaqueca e crises epilépticas generalizadas — encaminhar a paciente ao ambulatório de neurologia.

  • C.

    diabetes — iniciar tratamento, orientar paciente e família a procurar a emergência se o quadro persistir.

  • D.

    coma hiperosmolar com repercussões neurológicas — internar paciente na UTI.

  • E.

    surto psicótico — encaminhar a paciente à psicologia para avaliar quadro de crises de ansiedade.