Medicina Especialidade Neurologia

Um médico de 58 anos, sem antecedentes patológicos significativos, porém com história familiar de rim policístico, apresentou cefaleia súbita seguida de perda transitória da consciência durante atividade física. Foi transferido lúcido para o serviço de emergência, com cefaleia intensa associada a vômitos, sem déficits neurológicos focais, mas com sinais de irritação meníngea.

 O diagnóstico mais provável é:

  • A.

    Cefaleia em salvas.

  • B.

    Toxoplasmose cerebral.

  • C.

    Meningoencefalite viral.

  • D.

    Enxaqueca/Migrânia sem aura.

  • E.

    Hemorragia subaracnoide por ruptura de aneurisma.