Medicina Especialidade Neurologia

NW é um advogado de 26 anos de idade. Ele é natural de Florianópolis e descende de uma tradicional família de origem germânica da localidade de Colônia Santana, São José/SC. Ele conta que na semana passada, na manhã seguinte a uma noite generosa, teve um “ataque epilético”; pelo menos, foi este o diagnóstico no serviço de emergência do hospital para onde o transportaram. Além desse fato, observa que desde os 12 anos vem tendo choques pelo corpo. Refere que são sensações bem estranhas e involuntárias … “muitas vezes os objetos que carrego caem das mãos ou são arremessados longe do meu corpo. Mas, o pior, doutor, são as pernadas e mãozadas que costumo dar inconsciente na minha namorada quando dormimos juntos”. Aliás, por esses sintomas, na adolescência foi levado a um médico conhecido, que após realizar um EEG, diagnosticou Disritmia Cerebral leve e lhe prescreveu fenobarbital. Essa droga fez parar os choques; porém, após alguns meses de uso, o tratamento foi interrompido pelo surgimento de vários problemas. Sonolência diurna exagerada, agressividade e queda acentuada no rendimento escolar, foram os principais. Na história familial há um tio com epilepsia e na história pregressa nada de mais relevante, além dos aspectos acima descritos.

 Com estas informações, você pode concluir que muito provavelmente está diante de alguém com:

  • A.

    Doença de Lafora.

  • B.

    Tremor essencial.

  • C.

    Síndrome de Lennox-Gastaut.

  • D.

    Epilepsia mioclônica juvenil.

  • E.

    Epilepsia generalizada tônico-clônica.