Medicina Especialidade Neurologia

Texto para as questões 39 e 40

Atualmente, o tratamento cirúrgico da doença de Parkinson mais frequentemente realizado é a estimulação cerebral profunda.

Ainda com relação ao texto, assinale a opção que apresenta a evolução clínica encontrada nestes pacientes, após três ou mais anos de acompanhamento pós-operatório. Considere que o eletrodo de estimulação cerebral profunda foi bem posicionado, está em bom funcionamento, e não houve complicações pós-operatórias.

  • A.

    Permanece a melhora dos tremores, da rigidez e das discinesias, porém observa-se progressão da instabilidade postural, dos distúrbios da marcha e da disartria.

  • B.

    A melhora motora permanece boa nos membros, mas com sinais de lenta piora. Já na face a progressão da doença não parece ser afetada pela cirurgia, com evolução da hipomimia, disfagia e sialorreia.

  • C.

    A melhora de todos os sintomas motores permanece, sem sinais de progressão. Observa-se também menor incidência de demência e de transtornos comportamentais.

  • D.

    Os tremores voltam a piorar de forma lenta, juntamente com o aparecimento de disautonomias. A rigidez, as dificuldades na marcha e na fala permanecem estáveis.

  • E.

    Enquanto a melhora motora é mantida em todos os aspectos, os sintomas psiquiátricos passam a ser marcantes, com o surgimento de delírios, transtornos do sono e do apetite.