Medicina Especialidade Neurologia

  • A.

    Fazer plasmaférese para controle imediato da doença, de forma que a paciente seja operada já assintomática.

  • B.

    Tratamento imunossupressor, para evitar reativação da doença e reestenose, com consequente perda do resultado cirúrgico.

  • C.

    Tratamento antimicrobiano de largo espectro, para evitar acometimento mais extenso da doença no pós-operatório.

  • D.

    Iniciar bifosfonato, para reduzir hipervascularização óssea e reduzir chances de perda sanguínea elevada no trans-operatório.

  • E.

    Iniciar antiviral, para melhorar as condições clínicas da paciente e induzir remissão da doença.