Medicina Especialidade Neurologia

P. A. J., do sexo feminino, de 25 anos de idade, dá entrada na emergência de um pronto-socorro com quadro de cefaleia intensa em região bitemporal, iniciada há 6 horas, associada a náusea e incômodo com luz e barulho. Relata que a dor não se resolveu com neosaldina e dipirona tomadas em casa e, por isso, resolveu ir ao pronto-socorro. Refere que a cefaleia teve início por volta dos 15 anos de idade, geralmente com o mesmo padrão da crise atual, e algumas raras crises apresentavam escotomas cintilantes antecedendo a dor de cabeça. Há cerca de 6 meses, vem apresentando aproximadamente quatro crises por semana. Relata consulta prévia com neurologista, que diagnosticou migrânea e prescreveu propranolol, mas que não o havia usado, pois não era hipertensa.

Com base nesse caso clínico e considerando os conhecimentos médicos referentes à migrânea, julgue os itens a seguir.

A principal indicação para iniciar tratamento profilático medicamentoso é a frequência das crises, razão pela qual se recomenda a profilaxia quando ocorrem três ou mais crises por mês. Em caso de frequência menor, indica-se apenas tratamento sintomático para as crises.
  • C. Certo
  • E. Errado