Medicina Especialidade Neuropediatria

A deficiência mental foi definida pela Associação Americana de Deficiência Mental (AAMR), em 2006, como uma incapacidade caracterizada por importantes limitações tanto no funcionamento intelectual, quanto no comportamento adaptativo, expressas por habilidades adaptativas conceituais, sociais e práticas, todas com início antes dos dezoito anos de idade. Acerca desse tema, é correto afirmar que

  • A.

    fatores perinatais como rejeição dos pais ao cuidado da criança, abandono da criança pelos pais e falta de encaminhamento médico para serviços de intervenção hospitalar, não refletem diretamente no maior risco de retardo mental, conforme a AAMR.

  • B.

    as crianças com deficiência mental devem ser submetidas a uma bateria de avaliações que possibilite o esclarecimento etiológico, que pode envolver fatores pré-natais, perinatais e pós-natais.

  • C.

    a etiologia da deficiência mental é preponderantemente de causa genética poligênica.

  • D.

    a doença de Apert (acrocéfalo-sindactilia) caracteriza-se pela diminuição do diâmetro fronto-occipital, fronte alta e abaulada e está sempre relacionada à inteligência normal.

  • E.

    fatores sociais como pobreza, desnutrição materna, violência doméstica e falta de acesso ao cuidado pré-natal não são fatores de risco para o retardo mental, segundo a AAMR.