Questões de Concurso de Obstetrícia - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 954025

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 1

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 27 anos de idade, nuligesta e sexualmente ativa, procura a emergência referindo dor pélvica há um dia, com piora nas últimas horas e exacerbação da dor ao se movimentar, o que dificulta a locomoção. Nega episódio prévio semelhante de dor.

Com base nesse caso clínico e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

Deve-se pesquisar se a paciente faz uso de método contraceptivo. Na ausência de uso de método hormonal, a fase do ciclo menstrual em que a paciente se encontra tem importância, pois o quadro pode tratar-se de cisto de corpo lúteo hemorrágico.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954026

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 2

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 27 anos de idade, nuligesta e sexualmente ativa, procura a emergência referindo dor pélvica há um dia, com piora nas últimas horas e exacerbação da dor ao se movimentar, o que dificulta a locomoção. Nega episódio prévio semelhante de dor.

Com base nesse caso clínico e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

A data da última menstruação não é relevante nesse caso, pois, de acordo com o quadro clínico da paciente, não há indício de peritonismo e, assim, pode-se descartar gravidez ectópica rota.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954027

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 3

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 27 anos de idade, nuligesta e sexualmente ativa, procura a emergência referindo dor pélvica há um dia, com piora nas últimas horas e exacerbação da dor ao se movimentar, o que dificulta a locomoção. Nega episódio prévio semelhante de dor.

Com base nesse caso clínico e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

Apendicite aguda é um diagnóstico diferencial. O diagnóstico é clínico e exames de imagem são fundamentais quando causas ginecológicas precisam ser afastadas.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954028

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 4

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 27 anos de idade, nuligesta e sexualmente ativa, procura a emergência referindo dor pélvica há um dia, com piora nas últimas horas e exacerbação da dor ao se movimentar, o que dificulta a locomoção. Nega episódio prévio semelhante de dor.

Com base nesse caso clínico e nos conhecimentos médicos correlatos, julgue os itens a seguir.

Deve-se pesquisar a história sexual da paciente e a presença de leucorreia fétida, de febre e de dispareunia. Na vigência de hipersensibilidade uterina e de anexos, com dor à mobilização do colo uterino, afastadas outras causas, deve-se iniciar tratamento empírico para doença inflamatória pélvica, o qual deverá ser realizado por via parenteral na vigência de febre ou de irritação peritoneal.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954029

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 5

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 40 anos de idade comparece a uma consulta médica com o resultado do respectivo exame citopatológico de colo uterino coletado há um mês. Esse resultado revelou lesão intraepitelial escamosa de alto grau. A paciente foi encaminhada para colposcopia.

Considerando esse caso clínico e os conhecimentos médicos a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

Caso uma colposcopia em condições adequadas evidencie junção escamocolunar (JEC) completamente visível, de tipo 1, e ausência de achados colposcópicos anormais em colo uterino, deve-se garantir ausência de lesão vaginal e solicitar revisão de lâmina.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954030

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 6

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 40 anos de idade comparece a uma consulta médica com o resultado do respectivo exame citopatológico de colo uterino coletado há um mês. Esse resultado revelou lesão intraepitelial escamosa de alto grau. A paciente foi encaminhada para colposcopia.

Considerando esse caso clínico e os conhecimentos médicos a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

Caso uma colposcopia em condições adequadas evidencie JEC parcialmente visível e epitélio acetobranco denso e mosaico grosseiro, deve-se fazer exérese da zona de transformação tipo 3.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954031

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 7

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 40 anos de idade comparece a uma consulta médica com o resultado do respectivo exame citopatológico de colo uterino coletado há um mês. Esse resultado revelou lesão intraepitelial escamosa de alto grau. A paciente foi encaminhada para colposcopia.

Considerando esse caso clínico e os conhecimentos médicos a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

No caso de colposcopia em condições normais na qual a JEC não é visível e há achados colposcópicos menores, deve-se realizar biópsia e proceder à avaliação de canal endocervical.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954032

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 8

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 55 anos de idade, nulípara e que passou pela menopausa há quatro anos, refere sangramento vaginal há uma semana. É obesa e diabética e não faz uso de terapia hormonal.

Com relação a esse caso clínico e aos conhecimentos médicos a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

A paciente em questão apresenta apenas dois fatores de risco para câncer de endométrio: obesidade e diabetes.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954033

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 9

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 55 anos de idade, nulípara e que passou pela menopausa há quatro anos, refere sangramento vaginal há uma semana. É obesa e diabética e não faz uso de terapia hormonal.

Com relação a esse caso clínico e aos conhecimentos médicos a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

Na avaliação dessa paciente, deve-se realizar exame especular para descartar lesões no colo uterino ou na vagina como causas do sangramento.
  • C. Certo
  • E. Errado

Questão 954034

Escola Superior de Ciências da Saúde - DF (ESCS/DF) 2018 (2ª edição)

Cargo: Médico Residente - Área Obstetrícia / Questão 10

Banca: Instituto Americano de desenvolvimento (IADES)

Nível: Superior

Uma mulher de 55 anos de idade, nulípara e que passou pela menopausa há quatro anos, refere sangramento vaginal há uma semana. É obesa e diabética e não faz uso de terapia hormonal.

Com relação a esse caso clínico e aos conhecimentos médicos a ele relacionados, julgue os itens a seguir.

A ultrassonografia transvaginal é indicada para a investigação inicial de alterações estruturais no sangramento uterino anormal, em razão da relação de custo-efetividade desse método.
  • C. Certo
  • E. Errado