Medicina Especialidade Obstetrícia

Uma paciente de 24 anos de idade, nulípara, assintomática, realizou pela primeira vez uma ultra-sonografia transvaginal de rotina, que evidenciou imagem cística em ovário direito, com ausência de septações internas, medindo 3,0 cm de diâmetro.

Considerando esse caso clínico e as massas ovarianas benignas e malignas, assinale a opção correta.

  • A.

    A lesão descrita pode ser um cisto funcional do ovário. A conduta, nesse caso, poderá ser expectante, tendo em vista que há grande possibilidade de regressão espontânea do cisto.

  • B.

    Considere que a paciente referida no caso clínico acima apresente, ao ultra-som, cisto mal delimitado, com cápsula espessa e septos espessos no seu interior. Nesse caso, a hipótese diagnóstica mais provável seria de carcinoma de células claras.

  • C.

    A laparoscopia pode ser utilizada para a exérese de massas ovarianas benignas ou malignas, independentemente do tamanho das mesmas, excetuando-se os casos em que há presença de ascite na suspeita de tumores malignos de ovário.

  • D.

    A ultra-sonografia é o método mais utilizado para o rastreamento do câncer de ovário e constitui método eficiente de diagnóstico precoce dessa patologia.