Medicina Especialidade Obstetrícia

De acordo com o protocolo de saúde da mulher da Secretaria da Saúde da Prefeitura de Campinas, assinale a alternativa que não representa uma das condutas a serem tomadas na fase do puerpério.

  • A.

    Todo parto da área de abrangência da unidade deverá ser identificado e a puérpera deverá receber visita domiciliar o mais cedo possível, quando serão agendadas as primeiras consultas puerperais da mãe e do recém-nascido.

  • B.

    Agendar primeira consulta com enfermeira de referência nos primeiros 15 dias para realizar acolhimento, orientações de amamentação e de planejamento familiar.

  • C.

    O acompanhamento no puerpério deverá se prolongar até 6 meses após o parto, com consultas agendadas dentro de 30 dias, se não amamenta, ou de 42 a 60 dias pós-parto, caso amamente, com atendimento feito pelo médico ou enfermeira com especialização em obstetrícia.

  • D.

    Faz parte indissociável do acompanhamento pós-parto auxiliar a puérpera no planejamento do intervalo interpartal, informando-a sobre as características dos métodos anticoncepcionais aplicáveis ao período e à sua condição em particular; além de discutir com a puérpera seu futuro reprodutivo, baseado na evolução do período gravídico-puerperal.

  • E.

    As puérperas susceptíveis a rubéola, segundo sorologia do pré-natal não deverão receber vacinação, devido aos riscos na amamentação.