Medicina Especialidade Obstetrícia

Sobre as DSTs, é incorreto afirmar que

  • A.

    o Linfogranuloma Inguinal tem como agente etiológico a Chlamydia trachomatis, cepas L1, L2 e L3. A transmissão, em geral, se faz pelo contato sexual e o período de incubação, que varia de 7 a 12 dias.

  • B.

    no Linfogranuloma Inguinal, a lesão inicial é uma vesícula ou erosão pequena, indolor, efêmera, que geralmente se localiza na parede vaginal posterior, fúrcula vulvar ou colo uterino e é raramente observada. Cerca de duas semanas depois do desaparecimento espontâneo da lesão primária, surge a adenite inguinal, que ocorre em um terço das mulheres infectadas.

  • C.

    o tratamento do Linfogranuloma Inguinal pode ser feito com Doxiciclina (100 mg), VO, de 12/12 horas, por 21 dias; ou Sulfametoxazol/ Trimetoprim (800 mg e 160 mg), VO, de 12/12 horas, por 21 dias; ou em gestantes: Estearato de eritromicina (500 mg), VO, de 6/6 horas por 21 dias.

  • D.

    nos pacientes com úlcera genital e que apresentam história ou evidências de lesões vesiculosas, deve-se tratar cancro mole.

  • E.

    o HPV ou Papiloma Vírus Humano é um vírus capaz de estabelecer uma infecção latente em que não existem lesões clinicamente identificáveis ou subclínicas, apenas sendo detectado seu DNA por meio de técnicas moleculares em tecidos contaminados. Não é possível estabelecer o intervalo mínimo entre a contaminação e o desenvolvimento de lesões, que pode ser de semanas a décadas. O vírus poderá permanecer por muitos anos no estado latente e, após este período, originar novas lesões.