Questões de Concurso de Oftalmologia - Medicina

Ver outros assuntos dessa disciplina Navegar questão a questão

Questão 916175

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 21

Banca:

Nível: Superior

Em relação às ptoses palpebrais, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. A ausência de prega palpebral superior e a hipofunção do elevador são características da ptose congênita simples.
  • B. A ptose é um dos elementos que podem estar presentes na síndrome de Horner.
  • C. A ptose miogênica não é compatível com quadro de oftalmoplegia externa progressiva.
  • D. A ptose congênita simples não apresenta associação com hipofunção do reto superior.

Questão 916176

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 22

Banca:

Nível: Superior

Em relação aos tumores orbitários, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. O comprometimento dos fórnices conjuntivais é frequente no hemangioma capilar.
  • B. O crescimento de uma lesão orbitária nos primeiros 6 meses de vida é incompatível com o diagnóstico de hemangioma capilar.
  • C. A maioria dos hemangiomas cavernosos ocorre no espaço intraconal da órbita, produzindo proptose axial.
  • D. Hemangiomas cavernosos de localização apical podem estar associados à neuropatia óptica compressiva, sem proptose significativa.

Questão 916177

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 23

Banca:

Nível: Superior

Em relação à esclerite posterior, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. A esclerite posterior deve ser considerada em todo paciente com esclerite anterior.
  • B. Sensibilidade à palpação, dor à movimentação ocular e diplopia podem ocorrer, e sugerem miosite associada.
  • C. Descolamento de retina exsudativo, descolamento de coroide seroso na média periferia e pregueamento coroidiano no polo posterior não são compatíveis com o diagnóstico.
  • D. Edema do disco óptico acompanhado de espessamento da esclera perineural e alargamento do espaço sub-tenoniano à ultrassonografia indicam maior risco de neuropatia óptica isquêmica associada.

Questão 916178

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 24

Banca:

Nível: Superior

Em relação à conjuntivite neonatal, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. A conjuntivite neonatal é definida como a reação inflamatória conjuntival que ocorre na primeira semana de vida.
  • B. Os estafilococos usualmente estão associados a quadros leves, com menor risco de comprometimento corneano.
  • C. A conjuntivite neonatal por gonococos usualmente ocorre na primeira semana de vida.
  • D. A ceratite é especialmente comum nas infecções por gonococo e herpes vírus.

Questão 916179

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 25

Banca:

Nível: Superior

Em relação à ceratite por Acanthamoeba, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. Representa diagnóstico diferencial com ceratite herpética na sua fase precoce e fúngica na sua fase tardia.
  • B. Pseudodendritos epiteliais e infiltrados estromais anteriores são comuns nas fases iniciais.
  • C. Infiltrados perineurais se desenvolvem a partir da quarta semana, e são importantes para o diagnóstico.
  • D. Abcesso anular e melting corneano podem ocorrer na fase tardia.

Questão 916180

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 26

Banca:

Nível: Superior

Em relação à oclusão da artéria central da retina, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. A maioria dos casos ocorre por trombose na topografia da lâmina crivosa, associada a espessamento da íntima e alterações ateroscleróticas da parede.
  • B. Ocasionalmente, a oclusão é devida a êmbolos de colesterol (placas de Hollenhorst).
  • C. Embolos de cálcio são usualmente únicos e se originam de placas carotideanas.
  • D. A presença de cefaleia em pacientes com mais de 50 anos de idade sugere a pesquisa de VHS e PCR para a investigação de arterite de células gigantes.

Questão 916181

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 27

Banca:

Nível: Superior

Em relação à síndrome de Behçet, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. As ulcerações orais e genitais recorrentes são critérios diagnósticos maiores.
  • B. A uveíte anterior recorrente com hipópio fixo e hiperemia conjuntival intensa são achados frequentes.
  • C. A vasculite retiniana difusa associada a edema macular, oclusões vasculares e embainhamento são achados característicos.
  • D. A vitreíte é achado característico no período de atividade da doença.

Questão 916182

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 28

Banca:

Nível: Superior

Em relação à uveite intermediária, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. Embainhamento venular periférico é um achado frequente na uveite intermediária associada à esclerose múltipla.
  • B. O edema macular é a principal causa de baixa acuidade visual em pacientes com uveite intermediaria e snobanking.
  • C. A presença de opacidade vítrea com snowbanking configura diagnóstico diferencial com linfoma intraocular primário.
  • D. A presença de opacidade vítrea com snowballs configura diagnóstico diferencial com endofalmite por cândida.

Questão 916183

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 29

Banca:

Nível: Superior

Em relação ao glaucoma neovascular, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. A rubeosis iridis usualmente se inicia com dilatação dos capilares na margem pupilar, seguida por formação de neovasos radiais na superfície iriana.
  • B. O fechamento do ângulo da câmara anterior por tecido fibrovascular pode ocorrer sem formação de neovasos na margem pupilar.
  • C. Em pacientes com oclusão de veia central da retina, a acuidade visual inferior a 20/800 está associada à maior chance de evolução para glaucoma neovascular.
  • D. O glaucoma neovascular não se desenvolve a partir da oclusão de artéria central na retina.

Questão 916184

Hospital Risoleta Tolentino Neves - RN (HRTN/RN) 2017

Cargo: Médico Plantonista - Área Oftamologia / Questão 30

Banca:

Nível: Superior

Em relação à uveíte por toxocara, assinale a alternativa INCORRETA.
  • A. Representa uma causa frequente de leucocoria em crianças acima de 2 anos de idade.
  • B. Leucocoria, reação de câmara anterior, vitreíte e exsudatos sobre a pars plana são achados característicos.
  • C. Os granulomas de polo posterior e periférico se acompanham de vitreite intensa, sendo usualmente diagnosticados pela ultrassonografia.
  • D. O descolamento de retina tracional e de corpo ciliar são as principais causas de perda visual definitiva.