Medicina Especialidade Oncologia

Um paciente com 42 anos de idade que apresenta diagnóstico de adenocarcinoma de pulmão no estágio IV, com metástases pulmonares bilaterais e hepática (nódulo com 2 cm no segmento III), nega comorbidades, mas queixa-se de anorexia, perda de peso (20%), tosse e dispneia moderadas, sem hemoptise, dor torácica de intensidade 7/10. Após aumento recente na dose diária de hidromorfona, ele relata piora da dor (antes = 5/10), permanecendo confinado ao leito por mais de 50 % do tempo em que está acordado. Suas funções renal e hepática mantêm-se inalteradas.

Com base nesse caso clínico, julgue os itens subsequentes.

Introdução de oxigenioterapia não invasiva, ansiolíticos, prometazina, nebulização com morfina e redução na dose sistêmica de opioide forte são medidas comprovadamente apropriadas, caso esse paciente apresente piora da dispneia.

  • C. Certo
  • E. Errado