Medicina Especialidade Otorrinolaringologia

Em relação às perdas auditivas de origem genética, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:

  • A.

    Mutação do DNA mitocondrial se associa ao aumento da suscetibilidade ao aminoglicosídeo.

  • B.

    Pais de criança surda com mutação no gene da conexina podem não apresentar a deleção mais comumente identificada no teste genético disponível em nosso país.

  • C.

    As perdas auditivas de origem genética podem ser transmitidas por meio dos padrões autossômico dominante (12%), autossômico recessivo (85%), ligado ao sexo (2-3%) e mitocondrial (1-2%).

  • D.

    As perdas auditivas de origem genética não sindrômica são responsáveis por, aproximadamente, 30% das hipoacusias genéticas que são, predominantemente, monogênicas e apresentam elevada heterogeneidade.