Medicina Especialidade Otorrinolaringologia

Um paciente, com doze anos de idade queixou-se durante consulta com o otorrinolaringologista de barulho no ouvido, semelhante ao tique-taque de um relógio. A mãe, que o acompanhava à consulta, relatou que a criança apresentava esse sintoma desde muito pequena, que o barulho não acompanhava a batida do coração e que era provocado pela fala, deglutição e movimentos da cabeça.

Nesse caso, o diagnóstico e sua causa mais comum são, respectivamente,

  • A.

    zumbido pulsátil; bulbo da jugular alto.

  • B.

    zumbido objetivo; hipertrofia de vegetação adenoideana.

  • C.

    zumbido subjetivo; alteração do humor e ansiedade.

  • D. zumbido objetivo; mioclonia palatal.
  • E.

    zumbido pulsátil; deiscência de artéria carótida.