Medicina Parte Geral

Uma mulher natural de Pernambuco, com 47 anos, procura assistência devido a sangramento vaginal. O exame físico revela petéquias e equimoses , principalmente em membros inferiores, PA de 120/70 mmHg, pressão habitual e FC de 84 bpm. Não existem adeno ou hepatoesplenomegalias. A anamnese dirigida nada revela além de hemotransfusão há 8 anos, pós cirurgia ortopédica. Não usou qualquer medicamento, nem apresentou sintomatologia infecciosa. Seu hemograma revela Hb de 13 g%, 6.100 leucócitos, sem neutrofilia ou linfocitose e 10.000 plaquetas/mm³, sendo normal a semiologia do sangue periférico. Em relação ao quadro descrito, a principal hipótese diagnóstica e o melhor tratamento inicial são

  • A. coagulopatia de consumo – heparina.
  • B.

    púrpura trombocitopênica trombótica – plasmaférese.

  • C.

    lupus eritematoso sistêmico – pulsoterapia com prednisolona.

  • D. púrpura trombocitopênica imune – prednisona.
  • E. hiperesplenismo – esplenectomia.