Medicina Parte Geral

       Um paciente com 23 anos de idade procurou a assistência médica, informando apresentar, nas últimas 3 semanas, tosse com eliminação de expectoração amarelada, associada a falta de ar, desconforto no peito e sibilância torácica. Esses sintomas ocorriam diariamente, ao longo do período diurno, e pelo menos 3 vezes por semana, no período noturno. Exercícios leves passaram a desencadear crises na última semana. As crises vêm sendo tratadas com broncodilatador beta-2-agonista de curta duração, usado duas ou mais vezes por dia. Em pelo menos 3 vezes no período citado, foi necessário procurar o pronto-socorro do hospital e, na última crise, houve internação e administração do corticóide sistêmico prednisona na dosagem de 10 mg/dia, por via oral.

Com base nesse caso clínico hipotético, julgue os itens seguintes.

O corticóide sistêmico prescrito na última internação do paciente foi mal indicado, pois, nessa situação, há aumento do risco de desencadeamento de infecção pulmonar.

  • C. Certo
  • E. Errado