Medicina Parte Geral

Uma mulher de 44 anos, diabética, com índice de massa corporal de 28 kg/m2 queixa-se de dor na face interna do joelho esquerdo há 4 semanas. No início só tinha dor quando caminhava e há 1 semana continua presente mesmo deitada, em repouso. No exame, nota-se claudicação ao caminhar. A movimentação passiva do joelho é livre, sem dor e com discreta crepitação. Não há sinais inflamatórios articulares ou de partes moles adjacentes. Apresenta, no entanto, dor intensa à pressão de uma área localizada cerca de 4 cm abaixo da linha articular, na face medial da tíbia. A melhor conduta é

  • A.

    fazer calor local e administrar antiinflamatório não hormonal.

  • B.

    solicitar ressonância nuclear magnética dos joelhos.

  • C.

    imobilizar a junta afetada e iniciar antiinflamatório não hormonal.

  • D.

    realizar infiltração com lidocaína e corticóide de depósito no ponto doloroso.

  • E.

    analgesia com acetaminofen, repouso por 2 semanas e dieta hipocalórica.