Medicina Parte Geral

Ainda acerca do paciente hipotético apresentado no texto, considere que ele tenha sido internado e apresentou melhora clínica e eletrocardiográfica após a adoção das medidas terapêuticas apropriadas para a situação. Entretanto, cerca de 6 horas após essa estabilização, passou a queixar-se de dor abdominal difusa, mais intensa na região epigástrica e periumbilical, de início súbito, associada a naúseas, vômitos e urgência evacuatória. O exame físico realizado nesse momento mostrou paciente com fácies de dor, ansioso, desidratado, com pressão arterial de 120 mmHg × 75 mmHg e freqüência cardíaca de 98 bpm. Os pulmões estavam limpos e o ritmo cardíaco regular em 2 tempos. O abdome apresentava-se difusamente doloroso à palpação, sem sinais de irritação peritoneal e com ruídos hidroaéreos presentes e levemente aumentados. As extremidades não apresentavam edema ou cianose. Os exames laboratoriais colhidos de emergência mostraram eletrocardiograma com ritmo sinusal, hemoconcentração, leucocitose moderada, acidose metabólica — com elevação do hiato aniônico (anion gap) — e níveis séricos de amilase normais. Diante dessa evolução clínico-laboratorial, julgue os itens a seguir.

A acidose metabólica, constatada no paciente, pode causar sobrecarga respiratória, hiperpotassemia, vasoconstrição renal, oligúria ou resistência à ação da insulina, entre outros.

  • C. Certo
  • E. Errado