Medicina Parte Geral

Uma mulher com 28 anos de idade foi admitida na sala de emergência com queixa de falta de ar em repouso, com dificuldade de falar e sem conseguir se deitar. Relatou ter crises freqüentes e já ter sido internada algumas vezes por esse motivo. O exame físico mostrou paciente agitada, dispnéica, com ritmo cardíaco regular e taquicárdico e com freqüência respiratória de 33 incursões por minuto, freqüência cardíaca de 125 bpm e pressão arterial de 120 mmHg × 80 mmHg, sendo que, durante a inspiração, verificou-se redução de 25 mmHg na pressão sistólica. O exame respiratório mostrou utilização de musculatura acessória e presença de sibilos inspiratórios e expiratórios difusos nos campos pulmonares. A avaliação do pico de fluxo expiratório (PEF) mostrou um valor de 40% em relação àquele predito para a idade, o gênero e a altura. Outros dados clínicos foram: gasometria arterial com SaO2 = 88%, pressão arterial de oxigênio (PaO2) = 55 mmHg e pressão arterial de gás carbônico (PaCO2) = 45 mmHg.

Considerando esse caso clínico hipotético, julgue os itens subseqüentes.

Estudos recentes têm demonstrado que os antagonistas dos leucotrienos proporcionam alívio dos sintomas desse tipo de crise e por isso são recomendados como medicamentos de primeira escolha, pelo seu rápido e intenso efeito broncodilatador.

  • C. Certo
  • E. Errado