Medicina Parte Geral

O estado de mal epiléptico convulsivo (status epilepticus) pode ser definido como uma emergência médica na qual há atividade convulsiva contínua ou convulsões intermitentes sem recuperação da consciência entre os ataques, com duração maior do que 30 minutos. Nessa situação emergencial, que exige a tomada de decisão imediata e apropriada, entre as opções de tratamento do paciente inclui-se o uso de

I propofol.

II fenitoína.

III fenobarbital.

IV lorazepam.

A quantidade de itens certos é igual a

  • A. 1
  • B. 2
  • C. 3
  • D. 4