Medicina Parte Geral

Um paciente com infarto do miocárdio recente em parede anterior extensa está internado no boxe de emergência de um hospital geral. É mantido sob monitorização eletrocardiográfica contínua, acesso venoso periférico calibroso e recebendo oxigenoterapia suplementar sob cateter nasofaríngeo (fluxo a 3 L/min). Durante a visita médica, o profissional constata que o paciente está apresentando parada cardíaca por fibrilação ventricular vista ao monitor. Nessa situação hipotética, deve-se, como procedimento imediato,

  • A.

    manter as vias aéreas pérvias e realizar intubação orotraqueal.

  • B.

    iniciar massagem cardíaca externa com freqüência de 100 compressões/minuto.

  • C. administrar lidocaína por via intravenosa.
  • D. proceder a desfibrilação elétrica cardíaca.