Medicina Parte Geral

Uma paciente de 44 anos de idade é admitida no prontosocorro com quadro clínico, iniciado há 2 dias, de febre alta, calafrios, tosse produtiva com expectoração piossanguinolenta, dor em hemitórax direito ventilatório-dependente, astenia e anorexia. O exame físico revela paciente sonolenta, febril, cianose labial e de extremidades, pressão arterial de 85 mmHg × 50 mmHg, freqüência cardíaca de 120 bpm, diminuição do murmúrio vesicular, estertores e atrito pleural no terço inferior dos hemitóraces esquerdo e direito, ausculta cardíaca com ritmo regular e bulhas hipofonéticas. Abdome sem anormalidades. Recebe oxigenoterapia suplementar com máscara de Venturi a 40%. A gasometria arterial (FiO2 = 0,40) mostra acidose respiratória (pH = 7,19), hipercapnia (PaCO2 = 58 mmHg) e hipoxemia (PaO2 = 50 mmHg).

Com base no caso hipotético acima relatado e nos critérios usados para classificar a gravidade da doença apresentada pela paciente, deve-se proceder a

  • A. tratamento em regime ambulatorial.
  • B. internação curta na enfermaria do pronto-socorro.
  • C. internação em enfermaria de clínica médica.
  • D. internação em unidade de terapia intensiva.