Medicina Parte Geral

Um médico atende, no ambulatório de um hospital público, uma mulher de 30 anos com faringite aguda. Ele receita antibiótico e sintomáticos e recomenda repouso enquanto tiver febre. Dois dias depois ela retornou queixando-se de que apresentou forte reação alérgica aos medicamentos. Muito alterada, ela discute rispidamente com o médico e recusa um novo atendimento. Após 5 dias ela volta e "exige" um atestado médico porque deixou de trabalhar 2 dias conforme a orientação médica. O médico deve, neste caso,

  • A.

    fornecer o atestado porque, trabalhando em um hospital público, é vedado ao médico fazer prevalecer a sua opinião pessoal.

  • B.

    negar o atestado porque não acompanhou o tratamento até o fim.

  • C.

    fornecer o atestado porque é um direito inquestionável da paciente.

  • D.

    negar o atestado porque, embora seja um direito da paciente, ele está desobrigado dessa ação, já que houve rompimento unilateral da relação médico-paciente.

  • E.

    negar o atestado porque não testemunhou pessoalmente a persistência da febre por 2 dias.