Medicina Parte Geral

          Um paciente de 50 anos de idade, com diagnóstico de hipertensão arterial, procurou atendimento médico ambulatorial, quando relatou que há 24 horas passou a apresentar temperatura de 39,0 ºC, tosse seca que se associou a dispneia de repouso, diarreia e vômitos. Os acompanhantes relataram que há 6 horas o paciente passou a apresentar confusão mental e que teve contato com um caso de influenza A (H1N1) confirmado por exame laboratorial, há 3 dias. No exame clínico, foram constatados: índice de massa corporal = 41 kg/m 2 ; frequência respiratória = 30 incursões/min; murmúrio vesicular diminuído e rude; tiragem intercostal, cianose (+2/+4), pressão arterial = 88 mmHg × 62 mmHg. O hemograma mostrou leucopenia e trombocitopenia; bioquímica do sangue mostrou aumento discreto das transaminases e da CPK; saturação de oxigênio = 85%. A radiografia de tórax mostrou infiltrado instersticial difuso. Foi colhida amostra de material para avaliação etiológica.

Considerando esse caso clínico, julgue os itens de 65 a 68.

Conforme as recentes orientações do Ministério da Saúde, o paciente em tela tem indicação de ser medicado com oseltamivir, e, considerando o seu estado clínico, todos os seus acompanhantes e familiares devem, obrigatoriamente, receber esse mesmo medicamento, como medida de quimioprofilaxia da doença infecciosa em curso.

  • C. Certo
  • E. Errado