Medicina Parte Geral

Paciente de 45 anos, sexo masculino é admitido na UTI no pós- operatório imediato de laparotomia para tratamento de peritonite por ulcera péptica perfurada e não tinha outras co- morbidades. Estava consciente, pálido, com perfusão capilar lentificada, dispnéico, desidratado, febril, pressão arterial 80 x 60 mmHg. A gasimetria arterial com FiO2 de 0,21 demonstrou: PO2 60 mmHg, StO2 92%, PCO2 28mmHg, pH 7,30, BE -10, HCO3 15 mEq/L, Lactato 4,5 mmol/L. A conduta correta é:

  • A.

    inicialmente, puncionar acesso venoso central para instalação de monitorização do débito cardíaco (cateter de Swan- Ganz)

  • B.

    iniciar reposição volêmica com solução fisiológica (20 mL/kg) para correção da hipotensão arterial e manutenção da pressão venosa central entre 8 a 12 mmHg.

  • C.

    proceder à intubação traqueal devido ao quadro respiratório limítrofe e a acidose descompensada.

  • D.

    caso não responda à reposição volêmica com solução fisiológica, devemos proceder à hemotransfusão para correção do hematócrito para valores ≥ 32%, por se tratar de paciente cirúrgico

  • E.

    a noradrenalina é a droga vasoativa de primeira escolha, e deve ser usada em doses que permitam atingir uma saturação venosa central de oxigênio acima de 75%.