Medicina Especialidade Patologia

Um técnico de laboratório de um hospital do estado de Goiás procurou o pronto-socorro desse hospital relatando mal-estar geral, náuseas, inapetência, com alteração na coloração da urina, mas sem febre. Exames laboratoriais demonstraram hemograma normal, bilirrubina total de 4,2 com bilirrubina direta de 3,0 TGO = 460 e TGP = 790, GGT e fosfatase alcalina normais. O paciente informou que realiza regularmente os exames periódicos e que, recentemente, tomou a vacina para hepatite B. Diante da suspeita de hepatite aguda, assinale a alternativa correta a respeito dos demais exames solicitados para confirmar essa hipótese de diagnóstico.

  • A.

    Em virtude dos exames sorológicos negativos, deve-se solicitar a reação em cadeia da polimera (PCR) para se detectar a presença de DNA do vírus da hepatite B e do RNA do vírus da hepatite C.

  • B.

    Quando não existe relato de exposição a sangue contaminado com um vírus conhecido, a sorologia para a hepatite B deve ser a primeira a ser solicitada.

  • C.

    Durante o período de trinta a sessenta dias, não se detecta, por sorologia, HBsAg no soro dos pacientes, em virtude do período da janela imunológica.

  • D.

    Os exames sorológicos para o vírus da hepatite B podem apresentar positividade apenas para o anti-HBs, o que indicaria que o paciente é portador da hepatite causada por esse vírus.

  • E.

    Amostras positivas para hepatite B devem ser repetidas em outra metodologia e, depois, realizado um confirmatório com teste molecular.