Medicina Especialidade Patologia

A isquemia miocárdica grave, observada no infarto agudo do miocárdio (IAM), ocasiona lesão tecidual com liberação de constituintes celulares na corrente sanguínea. Diversos parâmetros são avaliados na prática clínica para confirmar o diagnóstico, monitorar a evolução e estimar o tamanho do infarto do miocárdio. Assinale a alternativa correta a respeito da análise dos parâmetros utilizados no diagnóstico do IAM.

  • A.

    Apesar de a isoforma miocárdica da creatinoquinase (CK-MB) ser um dos marcadores mais utilizados, devido à fácil e rápida dosagem, ela pode apresentar falsos positivos, como em pacientes com esforço físico prolongado.

  • B.

    As isoformas 4 e 5 da lactato desidrogenase são as elevadas durante o IAM, devido à alta concentração no miocárdio.

  • C.

    Elevações das taxas da isoforma miocárdica da creatinoquinase (CK-MB) indicam IAM nas horas próximas às dosagens, devido à sua rápida elevação após a injúria do miocárdio.

  • D.

    As troponinas I, C e T cardíacas são utilizadas no diagnóstico da IAM por serem específicas para o tecido miocárdico, e, nos casos de IAM, podem permanecer elevadas até dez dias após o episódio agudo.

  • E.

    A mioglobina é o marcador de escolha para o diagnóstico de IAM em pacientes com insuficiência renal aguda devido à sua elevação nas primeiras duas horas após o IAM.