Medicina Especialidade Pediatria

Um lactente do sexo masculino, com 12 meses, proveniente de uma comunidade carente, apresenta a seguinte história clínica: nasceu pesando 3,2 kg e a mãe o amamentou exclusivamente por 10 dias, quando passou a fazer uso de leite de vaca diluído ao meio e açúcar; o desmame ocorreu 20 dias depois; aos 3 meses, além do leite artificial, passou a receber papinhas com legumes ricos em carboidratos duas vezes ao dia, sem nenhuma complementação vitamínica; no segundo semestre de vida, a alimentação constou de leite de vaca integral e alimentos sólidos ricos em carboidratos, carne vermelha e branca quatro vezes por semana e leguminosas, porém em quantidade reduzida. No momento da consulta, a criança pesou 6 kg e mediu 65 cm, ambos abaixo do percentil 5 para a idade na curva de crescimento. O peso para altura também se situou abaixo do percentil 5 da curva. A pele era seca e fria, os cabelos finos e quebradiços, e o paciente, que estava emagrecido e pálido, com aspecto senil, pouco interagia com sua mãe e tinha dificuldade para alimentar-se. Dados: NCHS, percentil 50 para peso/idade: 10,3 kg; percentil 50 para comprimento/idade: 75 cm.

Acerca do processo desnutricional que acometeu a criança referida no caso clínico descrito, assinale a opção correta.

  • A.

    O lactente em questão é portador de desnutrição grave ou de terceiro grau, segundo o critério de classificação de Gomez.

  • B.

    O referido lactente é portador de kwashiorkor-marasmático, segundo a classificação de Wellcome.

  • C.

    A albumina e o potássio séricos do paciente provavelmente estão diminuídos.

  • D.

    A dietoterapia inicialmente deve incluir alimentos de elevada densidade calórica e ricos em lactose, como leite de vaca integral, e de 5 g/kg a 8 g/kg de proteínas de origem vegetal.