Medicina Especialidade Pediatria

O pediatra deve ser um médico especializado no atendimento geral à criança. Sua formação deve abranger conhecimento sobre os mais diversos espectros da saúde, das doenças mais prevalentes e daquelas situações que, embora não tão freqüentes, já começam a assumir um certo destaque - por conta da melhoria da qualidade de vida das famílias e da redução das doenças mais prevalentes (doenças infecto-contagiosas imunopreveníveis, diarréia, pneumonia e desnutrição) - tais como as doenças crônico-degenerativas (endocrinopatias, reumatopatias, cardiopatias, gastroenteropatias, entre outras subespecialidades). Por isso, o pediatra deve estar preparado a dar o atendimento primário e, eventualmente, encaminhar para o subespecialista pediátrico. Nesse contexto, julgue os próximos itens.

Considere a seguinte situação hipotética.

Um lactente com 12 meses apresentou uma convulsão na vigência de um episódio febril há uma hora. Ao exame físico, a criança apresentava-se consciente, respondendo aos estímulos visuais e sonoros, com leve irritabilidade, hipertermia de 40 ºC e hiperemia de orofaringe, sem outros sinais focais em outros órgãos e sistemas. O exame neurológico era normal.

 Nessa situação, o diagnóstico mais provável é de convulsão febril. O pediatra deve recomendar a investigação através de punção lombar, tomografia computadorizada do crânio e eletroencefalograma. Também deve administrar anticonvulsivante até esclarecimento diagnóstico.

  • C. Certo
  • E. Errado