Medicina Especialidade Pediatria

Um recém-nascido (RN) de termo, adequado para a idade gestacional, com peso de nascimento de 3.180 g, desenvolve icterícia precoce, com bilirrubina indireta de 6,9 g/dl e direta de 0,7 g/dl, com quinze horas de vida. Apesar da fototerapia intensiva, evoluiu para níveis indicativos de exsangüíneo-transfusão (EXT) com 30 horas de vida, a qual foi realizada sem intercorrências. Os exames prévios à EXT revelaram tipagem sangüínea materna A Rh negativo e do RN O Rh positivo, com Coombs indireto e direto negativos, LDH de 980 U/L (normal de 170 a 580 U/L), G6PD de 55 mU/109 eritrócitos (normal de 118 a 144 mU/109 eritrócitos) e reticulócitos de 16%.

A causa para esta hiperbilirrubinemia deve ser:

  • A.

    defeito da estrutura lipídica da membrana eritrocitária.

  • B.

    incompatibilidade sangüínea materno-fetal pelo grupo ABO

  • C.

    incompatibilidade sangüínea materno-fetal pelo grupo Rh.

  • D.

    deficiência enzimática eritrocitária.

  • E.

    deficiência parcial da enzima hepática de conjugação da bilirrubina.