Medicina Especialidade Pediatria

Texto III, para responder às questões 26 e 27.

Um menino de três anos de idade foi levado ao pronto-socorro (PS) por sua mãe, por apresentar história de tosse produtiva e febre há cinco dias. Ao exame físico, constatou-se regular estado geral, afebril, hidratado, acianótico, FR: 44 irpm, FC: 120 bpm, SpO2: 90%. À ausculta, MV diminuído na base do HTD com crepitações finas e broncoespasmo moderado bilateral. Foi solicitada radiografia de tórax, que demonstrou área de hipotransparência no 1/3 inferior do HTD e hemograma (Hts-4.5000; Hb: 11,0; Htco: 36%; leucócitos: 14.500; NB: 2%, NS: 35%, Eos: 2%, Linf: 53%, Mon: 8).

Com base na situação apresentada no texto, assinale a alternativa correta acerca da conduta de tratamento a ser adotada.

  • A.

    Prescrever uma nebulização com SF (0,95%) e fenoterol (5 gotas) no PS e liberar para casa, com orientação de que seja realizada a mesma nebulização de 4/4 horas.

  • B.

    Internar o paciente e prescrever corticoide IV e nebulização com SF (0,9%) de 6/6 horas.

  • C.

    Internar o paciente e iniciar oxacilina (dose: 200 mg/kg/dia, 6/6 horas), corticoide IV e nebulização (SF (0,9%), fenoterol-(5 gotas)) de 4/4horas e O2 suplementar (cateter nasal de 2 L/min).

  • D.

    Internar o paciente e iniciar penicilina cristalina IV (dose: 100.000 UIkg/dia, de 4/4 horas), O2 suplementar (cateter nasal de 2 L/min), nebulização (SF (0,9%) e fenoterol-(5 gotas)) de 4/4 horas.

  • E.

    Liberar para casa com a prescrição de amoxacilina (50 mg/kg/dia, de 8/8 horas, por 10 dias), nebulização (SF (0,9%) e fenoterol-(5 gotas)) de 4/4 horas.