Medicina Especialidade Pediatria

Uma criança com 3 anos de idade apresentou há 2 semanas quadro febril com hiperemia orofaríngea e exantema de curta duração, que se resolveram espontaneamente. Nos últimos 2 dias ela recusou alimentação, apresentando taquipneia e taquicardia. O exame do aparelho cardiovascular mostrou pressão arterial tendendo a percentil mais inferior da curva, frequência cardíaca de 150 bpm e pulsos finos. A ausculta respiratória estava normal, exceto pela taquipnéia (frequência respiratória de 50 irm). O precórdio era agitado, o íctus era visível e palpável no 5.º espaço intercostal esquerdo, o ritmo cardíaco mostrava galope e não se ouviam sopros. O exame abdominal mostrou fígado doloroso à palpação, a 4 cm do rebordo costal direito.

Com relação ao diagnóstico ou à atuação médica nesse caso clínico, assinale a opção incorreta.

  • A.

    O diagnóstico sindrômico é de insuficiência cardíaca congestiva.

  • B.

    O diagnóstico etiológico mais provável é endocardite bacteriana.

  • C.

    Um ecocardiograma deve mostrar comprometimento do desempenho sistólico ventricular.

  • D.

    Deve-se recomendar ao paciente uma pausa alimentar curta (realimentando a criança gradativamente), a elevação do seu tórax e a manutenção da sua temperatura entre 36 ºC e 37 ºC.

  • E.

    Na terapêutica medicamentosa, deve-se administrar furosemida na dose de 1 mg/kg/dia a 4 mg/kg/dia, em 3 ou 4 doses na fase aguda.