Medicina Especialidade Pediatria

Entende-se refluxo gastroesofágico (RGE) como o retorno passivo do conteúdo gástrico para o esôfago, geralmente sem consequências clínicas e com resolução espontânea na maioria dos casos. Se ocorrer de forma crônica e provocar complicações clínicas, o RGE se transforma em condição anormal denominada doença do refluxo gastroesofágico (DRGRE). Assumindo que essas duas situações clínicas ocorrem em crianças, julgue os itens a seguir.

I São fatores que aumentam a frequência do RGE: incompetência do esfíncter inferior do esôfago, relaxamento induzido pela distensão gástrica, imaturidade de fatores periesfincterianos e aumento da pressão intra-abdominal.

II No RGE fisiológico o estado nutricional geralmente encontrase comprometido.

III Um lactente com história de pneumonia e de otite média aguda reiteradas deve ser investigado para se verificar se ele não tem refluxo gastroesofágico.

IV O tratamento postural em posição prona e cabeça elevada a 30º é o recomendado para a redução dos episódios de refluxo gastroesofágico.

V Drogas que reduzem a acidez gástrica só devem ser usadas na presença de esofagite diagnosticada por endoscopia.

A quantidade de itens certos é igual a

  • A.

    1.

  • B.

    2.

  • C.

    3.

  • D.

    4.

  • E. 5.