Medicina Especialidade Pediatria

O pediatra que trabalha em ambulatório ou em pronto atendimento deve estar preparado para resolver situações clínicas que exijam diagnóstico e terapêutica imediatos e apropriados. Em cada um dos seguintes itens, é apresentada uma situação hipotética relativa ao trabalho do pediatra, seguida de uma assertiva a ser julgada.

Uma criança de 18 meses de idade, previamente hígida, vinha, há 24 horas, apresentando febre elevada (40 ºC) e irritabilidade. Subitamente, apresentou manifestação tônicoclônica generalizada e desvio do olhar, com duração de 2 minutos. A recuperação ocorreu espontaneamente. Ao exame físico, estava normotérmica, alerta, ativa e responsiva, sem sinais neurológicos focais. Observou-se apenas uma hiperemia da faringe e das membranas timpânicas. O exame de hemograma completo foi normal. Nessa situação, deve-se considerar que a criança teve uma convulsão febril — o médico pode realizar uma punção lombar, a fim de afastar doença infecciosa do sistema nervoso — devendo o médico oferecer apenas tratamento suportivo como terapêutica, não existindo a indicação de anticonvulsivante.

  • C. Certo
  • E. Errado