Medicina Especialidade Pediatria

O traumatismo cranioencefálico (TCE) é uma patologia altamente letal, com taxas de mortalidade que variam de 20% a 50%. Revisões sistemáticas evidenciam que a terapia nutricional melhora a mortalidade e os desfechos neurológicos. Acerca da terapia nutricional no TCE grave, assinale a opção correta.

  • A.

    Deve-se admitir a hiperglicemia, porque a tentativa de controle dos níveis glicêmicos tem efeitos adversos sobre o esvaziamento gástrico.

  • B.

    A disfagia no TCE é infrequente e não constitui obstáculo para a alimentação oral.

  • C.

    A dosagem sérica da albumina e da transferrina e a contagem de linfócitos podem ser utilizadas na avaliação nutricional, mas deve-se considerar que sofrem influência da hidratação e do hipercatabolismo nas duas primeiras semanas após o TCE.

  • D.

    Pacientes com lesões cerebrais graves apresentam redução das suas necessidades energéticas basais, chegando a apenas 30% a 40% do gasto energético basal estimado.

  • E.

    O início da terapêutica nutricional deve ser tardio, entre o quarto e o quinto dia após a admissão na unidade de terapia intensiva.