Medicina Especialidade Pediatria

Apesar dos grandes avanços no tratamento dos tumores pediátricos e da elevação das taxas de cura, aproximadamente 20% das crianças podem não se curar, necessitando de tratamentos inovadores. Acerca das escalas disponíveis para avaliação do estado geral de crianças em tratamento oncológico, assinale a opção correta.

  • A.

    É desnecessária a avaliação do grau de inaptidão ou de deficiência por meio de escalas como Karnofsky e Lansky em análises baseadas em resultados, uma vez que o resultado final esperado é sempre a sobrevida.

  • B.

    As escalas de avaliação do estado geral não são utilizadas para comparar a efetividade de diferentes tratamentos, mas para avaliação individual do grau de toxicidade do tratamento.

  • C.

    Nas escalas de Karnofsky e de Lansky, a pontuação é crescente, conforme o grau de inaptidão, isto é, na maior pontuação, que é 100, o paciente é considerado inapto para cuidar de si mesmo e requer cuidados hospitalares ou equivalentes.

  • D.

    Os estudos multicêntricos de câncer pediátrico têm considerado a avaliação do estado geral por meio da escala de Lansky, que é mais adaptada à avaliação pediátrica, dado que avalia o grau de atividade com o tempo dispensado em brincadeiras, tendo pontuação equiparada à escala de Karnofsky.

  • E.

    A escala de Karnofsky classifica os pacientes de acordo com o grau de sua inaptidão ou deficiência funcional, tendo sido desenvolvida para avaliação de pacientes submetidos ao transplante de medula óssea.