Medicina Especialidade Pediatria

Texto para as questões de 69 a 71

Um dos problemas mais comuns de saúde pública, amplamente difundido no planeta, é a salmonelose. Essa doença é transmitida por alimentos contaminados e afeta milhões de indivíduos com expressivo grau de mortalidade. Duas bactérias, a Salmonella typhimurium e a Salmonella typhi, são responsáveis pelas ações patogênicas que desencadeiam os quadros mórbidos correspondentes. Esses agentes microbianos podem causar duas síndromes clínicas na espécie humana, incluindo crianças e adolescentes. A primeira é a gastroenterite, geralmente benigna, não complicada, frequentemente associada à Salmonella typhimurium; a segunda é a doença chamada febre tifoide, que provoca comprometimento sistêmico e é desencadeada pela cepa Salmonella typhi. Nos dois casos, a combinação de bases clínicas sólidas e a identificação do agente microbiano envolvido são indispensáveis ao correto diagnóstico, ao tratamento, e às medidas preventivas cabíveis.

Ainda a respeito do assunto e nas informações apresentadas no texto, assinale a opção correta.

  • A.

    A perfuração intestinal na criança acometida por febre tifoide se traduz clinicamente por queda brusca da frequência do pulso, hipertensão arterial e ausência de rigidez abdominal.

  • B.

    A sensibilidade diagnóstica de hemoculturas para identificar a Salmonella typhi é geralmente baixa, por causa do uso ilimitado de antibióticos: prática comum em muitos países.

  • C.

    A resistência aos antibióticos, amplamente empregados na cura de doenças provocadas pelas salmonelas, mantém baixa frequência em casos de febre tifoide.

  • D.

    A febre tifoide é doença que depende unicamente da virulência do agente bacteriano, mas não da predisposição causada por características do hospedeiro, como sua imunidade.

  • E.

    O teste de Widal, que mede os anticorpos contra os antígenos O e H da Salmonella typhi, tem alta sensibilidade, mas baixa especificidade.