Medicina Especialidade Pediatria

Grandes desafios terapêuticos são enfrentados pela antibioticoterapia em crianças, uma vez que grande parte dos antibióticos utilizados não foi testada nem corretamente dosificada para uso na infância. Em função disso, toda cautela relativa à dose e aos efeitos tóxicos desses medicamentos precisa ser mantida, considerando ainda que o diagnóstico microbiológico é guia essencial para a decisão terapêutica mais segura. Apesar disso, tratar infecções com base apenas em diagnóstico clínico é prática que prevalece na área pediátrica, o que representa empirismo a ser revisto sempre que possível. Considerando essas informações, assinale a opção correta.

  • A.

    Em caso de abscesso estafilocócico não drenado ou na presença de corpo estranho que esteja causando lesão, a antibioticoterapia com altas doses de penicilina garante cura da infecção na maioria das situações.

  • B.

    O espectro de ação terapêutica dos antibióticos do grupo macrolídeos inclui infecção urinária por bactérias gramnegativas.

  • C.

    O uso de inibidor da betalactamase combinado à penicilina no tratamento de infecções em crianças não inibe os efeitos do mecanismo de resistência bacteriana ao antibiótico.

  • D.

    Trimetropina e sulfonamidas são agentes que exercem efeito bactericida por meio de inibição da síntese bacteriana de folato.

  • E.

    As cefalosporinas de primeira geração são utilizadas para tratamento de infeções na pele e nas partes moles causadas por cepas de Staphylococcus aureus e Streptococcus do grupo A suscetíveis ao antibiótico.