Medicina Especialidade Pediatria

Um criança com cinco meses de idade, do sexo masculino, em aleitamento artificial, apresentou um quadro infeccioso característico de infecção de vias aéreas superiores, com coriza serosa e espirros. Esses sintomas mantiveram-se com a mesma intensidade durante três dias, acompanhando-se de quadro febril. A partir do terceiro dia, surgiram sintomas de dificuldade respiratória, com tosse paroxística, dispnéia e irritabilidade. Ao exame físico, constataram-se taquipnéia, hiperexpansão torác ica, freqüência respiratória de 70 incursões/minuto, falta de ar importante e cianose. Foram observados, ainda, batimentos de asas de nariz e tiragem sub e intercostal, fígado e baço palpáveis a 1 cm da borda costal. A ausculta pulmonar mostrou estertores finos ao final da inspiração e no início da expiração, além de chiado facilmente audível. O raio X de tórax revelou hiperinsuflação dos pulmões, com aumento do diâmetro anteroposterior na posição de perfil e pequenas áreas de consolidação dispersas nos campos pulmonares. O hemograma apresentou-se normal.

Acerca desse caso clínico, julgue os itens seguintes.

Para o diagnóstico de fibrose cística, deve-se considerar a ocorrência de tosse crônica, com expectoração purulenta, pneumonias de repetição e a ocorrência de íleo meconial no período neonatal.

  • C. Certo
  • E. Errado