Medicina Especialidade Pediatria

O diagnóstico diferencial das doenças exantemáticas agudas pode ser realizado, em grande parte dos casos, pelas características clínicas (pródromos e manifestações mucocutâneas). Em qual das alternativas a doença exantemática NÃO está associada corretamente à suas características clínicas?

  • A.

    escarlatina – febre alta, placas purulentas amigdalianas, língua em framboesa, eritema puntiforme e áspero.

  • B.

    rubéola – febre alta, conjuntivite, tosse, coriza, sinal de Koplik, eritema maculopapular confluente em face e tronco.

  • C.

    exantema súbito – febre alta durante 3 a 5 dias, eritema maculopapular róseo que coincide com a interrupção da febre.

  • D.

    sarampo – febre alta, coriza, tosse, conjuntivite, sinal de Koplik, eritema maculopapular confluente em face e tronco.

  • E.

    varicela – febre, lesões papulares eritematosas que evoluem para vesículas e crostas, pleomorfismo regional.