Medicina Perícia Criminal

Uma paciente de vinte e cinco anos de idade, com diagnóstico prévio de dupla lesão mitral de etiologia reumática, procurou atendimento médico por apresentar febre alta iniciada havia dois dias. O exame físico constatou palidez cutâneo-mucosa; febre (temperatura axilar de 39,5 ºC); taquicardia; pressão arterial de 125 mmHg × 85 mmHg; pulmões limpos; ritmo cardíaco regular, em dois tempos; presença de sopro sistólico rude, grau 2 de Levine, mais bem audível em foco mitral, irradiado para linha axilar anterior; e presença de estalido de abertura da mitral e ruflar diastólico, mais bem audíveis em área mitral. Também foram observadas máculas eritematosas indolores localizadas nas palmas das mãos. O ecodopplercardiograma transesofágico mostrou vegetação móvel aderida ao folheto da valva mitral. O médico assistente, com base nessas manifestações clínicas, considerou endocardite infecciosa como a principal hipótese diagnóstica e solicitou a coleta de três amostras de hemocultura.

Tendo como base a etiologia, o diagnóstico e o tratamento dessa doença infecciosa, julgue os itens que se seguem.

Considere que o estado clínico da paciente tenha piorado e que o médico assistente tenha decidido iniciar imediatamente tratamento antibioterápico empírico, sem esperar a liberação do resultado das hemoculturas que já foram colhidas. Nesse caso, o uso de vancomicina, via intravenosa, representa uma escolha apropriada para a terapia inicial.

  • C. Certo
  • E. Errado